sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Sobre exame de sangue


Dai que ontem eu fui fazer exame de sangue. Nada grave, só aquelas coisas normais de sempre, hemograma completo, tireóide... e outras coisas que eu nem sei o que são. Check up, apenas isso!

E vamos combinar que tirar sangue nem é um dos piores exames que a gente tem que fazer (principalmente as mulheres), é uma picadinha que arde um pouquinho e em um minutinho já acaba. Simples assim.

Fui eu lá no laboratório. 9:15 da manhã porque eu tinha feito o favor de comer no dia anterior as nove da noite (porque a minha lombriga estava devorando meu estômago).

Atendente: "Bom dia! 12 horas de jejum?"

Eu: "Sim. Na verdade 11 horas e 50 minutos, tem algum problema?"

Atendente: "Não, não. Só sentar ali e aguardar que a enfermeira já vem chamar."

Eu: "Tá bom, obrigada."

Sentei na cadeira confortável e fiquei olhando pra máquina de chocolate com uma vontade enorme de enfiar a boca embaixo daquela torneirinha (que não é torneira mas é por ali que sai o chocolate quente) e ficar uns 5 minutos tomando aquilo, porque eu tava morrendo de fome.

Enfermeira: "Bom dia! Vamos entrar?"

Eu: "Bom dia! Vamos."

Peguei minha bolsa e entrei naquela salinha apertada e branca. Nossa como as coisas são brancas! Acho que é esso o problema desses lugares médicos. É tudo muito sem cor, tudo muito apagado. Dá a impressão que você já morreu e tá no céu num dia nublado. Sentei, pendurei minha bolsa no gancho que tinha na parede e coloquei meu braço semi transparente com as veias todas aparecendo (como um mapa hidrográfico) naquele aparador para a enfermeira quase me mutilar com aquele elastiquinho do inferno que faz com que a mão da gente já fique formigando.

Elastiquinho apertado, agulha em mãos e lá vamos nós. Ela olhando pra minha veia, eu olhando pro lado de fora da salinha e o coração já batendo mais forte. Picada ardida! Senti ela colocando o primeiro tubinho na agulha. Logo ele ficou cheio e veio o segundo tubinho. Esse já demorou um pouquinho mais a encher e eu ali imaginando que logo meu sangue ia para de jorrar ali dentro e ia demorar mais ainda pra encher o terceiro tubinho. Tirado o segundo tubinho. Espetado o terceiro. Pra mim o mundo já começou a ficar um pouco mais lento, um zumbido bem baixinho começou a acontecer dentro da minha cabeça. Pensei "Ufa, ainda bem que é o último". Tirado o terceiro tubinho e para a minha surpresa ela espeta o quarto tubinho la no meu braço (e ai sim fomos surpreendidos novamente). Que a essas alturas já não era um simples tubinho, era um balde que não tinha fundo. É incrível como aquelas coisinhas pequenas podem se tornar tão grandes. Dentro de cada frasquinho daquele cabia provavelmente um metro cúbico de sangue.

Comecei a ver pontinhos pretos por todo lugar. Ela tirou o quarto tubinho, e colocou aquele esparadrapo no meu braço e falou pra eu apertar. Ah tá! Apertar! Eu não tava nem tendo forças pra manter minha cabeça erguida.

Enfermeira: "Tá tudo bem?"

Eu: "Tá sim"

Ela foi levar o sangue pra outra sala e eu fiquei ali sentada morrendo de vergonha de desmaiar, afinal com 1,7m de altura e 29 anos nas costas, passando mal pra tirar sangue? Pensei que se eu me concentrasse e respirasse fundo tudo aquilo ia passar e eu ia sair dali andando como uma pessoa normal. Inspira, expira, inspira, expira. Tá, não tava dando certo. Lembrei de uma outra vez que eu também tinha passado mal e a enfermeira tinha pedido pra eu abaixar a cabeça até os joelhos. Tentei isso de novo. Não deu resultado e a enfermeira ainda me pegou abaixada.

Enfermeira: "Você tá passando mal?"

Eu: (zumbido alto no ouvido, pontinhos pretos se multiplicando tão rápido quanto a velocidade da luz) "Acho que eu to passando um pouquinho mal..."

Enfermeira: "Vem aqui na outra sala deitar um pouc......." (e a voz dela sumiu no zumbido)

Foi quando eu comecei a sonhar com um pessoal da escola que não via há muito tempo. De repente meu sonho foi interrompido porque alguém me chaqualhou. Abri os olhos e vi uma outra mulher ai em cima de mim perguntando pra outra se eu tinha vomitado, dai percebi que pela n-ésima vez eu tinha desmaiado tirando sangue.

Fiquei la deitada mais ou menos uma meia hora pensando que não tinha jeito, que isso ia me acompanhar a vida toda e se um dia eu tivesse filhos eu não ia sequer brigar com eles por darem vexame em laboratórios médicos (assim como mamãe fazia comigo). Eu sou um fracasso. Como disse meu chefe "você é uma mulher ou um pé de couve?" Sendo que pé de couve não precisa tirar sangue, ná próxima vida pretendo responder essa resposta com um "Sim, eu sou um pé de couve".

E falando em ter filhos... dá pra me apagar e só me acordar quando eles ja tiverem 18 anos?

45 comentários:

  1. HEI PE DE COUVE,ADOREI TEU POST! VOCÊ E MUITO DOIDA, MAS DEI MUITAS RISADAS!

    ResponderExcluir
  2. Parabens , Maravilhoso POSt

    ResponderExcluir
  3. me indentifiquei muito com seu texto!! hj mesmo fui tirar sangue e aconteceu exatamente a mesma coisa comigo... fico super envergonhada, mas não consigo evitar... qd colocam aquele elástico... afs!! começo a suar, ficar branca... o coração bate rápido... tb ouço zumbidos... mas não chego a desmaiar... mas é muito constragedor.. mas até hj não consegui curar isso.. pesquisando na net vejo que muita gente passa por isso... mas mesmo assim acho chato, mas fazer o que? Tanto que prefiro ir sozinha (até pq minha mãe tb fica zoando... e isso é o que a gente menos precisa nessas horas: de gente zoando uma "fraqueza" pessoal e pior, um fraqueza que não conseguimos controlar...

    ResponderExcluir
  4. hoje aconteceu o msmo comigo mas nem chequei a fazer a colheita pois desmaiei passado segundos de sentar naquela cadeira...panico ansiedade medo!
    e ninguem me compreende!

    ResponderExcluir
  5. Isso e tipico meu. Sempre quando vou fazer exame de sangue, sento naquela cadeira, quando a enfermeira coloca a liga normal so meu braco que fica dormente, mas quando ela comeca a tirar sangue eu comeco a fica com tontura forte e enjoo. uma vez tava no hospital fiquei meio lesada e quando me levantei alguns minutos depois quase desmaiei, comecei a sentir um negocio n garganta um tontura enjoo e nao enchergava nada, a minha sorte era tava escostada na parede e sentei no chao, mas depois foi passando, e passei a tarde com lezeira com mal estar, e horrivel ficar morrendo porque tirei sangue.

    ResponderExcluir
  6. kkkkkk...eis que eu estava pesquisando soluções para o meu problema e o que encontro? mais pessoas escrevendo sobre terem exatamente o mesmo problema. Desde criança passo por isso (e olha que lá se vão 30 anos!). Já começo a amolecer quando colocam o garrote no meu braço e não há uma única coleta de exame em que eu termine acordada. Sempre o mesmo vexame. Já me ensinaram milhares de técnicas, mas não consigo, a fobia é maior. O mais terrível é suportar o olhar de deboche das pessoas que simplesmente acham que é frescura. Quem não tem o problema, não entende. Já houve vezes em que desmaiei antes de começar o exame, tamanha a ansiedade. Noutras, me controlei com técnicas respiratórias, fiz o exame todinho, saí da sala toda me achando a corajosa e desabei na recepção ou no estacionamento da clínica... mico atrás de mico. Minha pressão despenca, não tem jeito. Exame laboral na empresa, nem faço que é para ninguém por lá saber a patife que sou. Levo o exame pronto do laboratório. Difícil viver assim, viu?

    ResponderExcluir
  7. Hoje, por coincidência, achei este blog.kkkkkkkkkkkkkk não é de rir, mas é que passo pela mesma situação. Desde muito nova (onde tive até que tomar sangue, por causa de uma anemia que nunca acaba). Quando criança, além do medo, nervoso e tal, ainda tinha a raiva das queridinhas que me ofereciam aquelas luvas de borracha em troca de 'não passar mal'. Eu que não sabia xingar, mas no meu inconsciente, com certeza eu as mandava pra pqp!kkkkkkkkkkkkkk Depois de certa idade, enrolo o máximo pra não ter que ficar tirando sangue de 6 em 6 meses, exatamente pelo constrangimento de desmaiar. E olha que já tenho 31 anos e até hoje vou com minha mãe, porque sempre que a moça fala 'prontinho' ahhhhh é tiro e queda, (Queda mesmo!!!primeiro vou pro chão, depois quero ir pro banheiro com ansia de vômito, sabendo que não tem nada pra sair. O nervoso é tanto que a veia some...Aí fico com a borrachinha nos 2 braços, aquele que mostrar a veia primeiro, é a vítima.
    Hoje, fui tirar sangue. Até brinquei com a moça pela quantidade que ela tirou que devia ter me deixado ainda mais anêmica,foi um tubão!!! fui respirando fundo, não olho 'pra coisa', fico olhando pro lado e rezando pra não passar mal,quando menos espero, começo a ver os pontinhos pretos voando na minha frente, começo a me sentir gelada e o zumbido no ouvido. Teve vezes que só ouvia a parte em que a moça dizia: "Ah, a cor dela já está voltando, vai melhorar"...mas hoje, graças a Deus, não fui a tanto. Faço a técnica do samucão!! Ficar pra cima e pra baixo com a cabeça, respirando fundo e aos poucos vou voltando ao normal. Como todos dizem: alguns chamam de frescura, mas só os que tem sabem que não é. Quem me dera poder fazer isso, ir sozinha, voltar sozinha sem cair no meio da rua, como muitas vezes já aconteceu....Sem contar que, depois que chego em casa, fico com meu braço estranho, parece que levo a seringa grudada no braço. Não é dor, mas é um incômodo que atrapalha em tudo.É horrível, vc se sentir a bbzinha com mais de 30 anos nas costas.kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  8. Putz, curti bastante teu post. Principalmente porque depois de amanhã irei ter que tirar sangue. Não sei o que será pior, o jejum ou estado zumbi que vem depois do 3 vidrinho. hahaha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estado zumbi é ótima!!! hahahahahahah é assim mesmo!
      Força lá.. estarei torcendo por você..rs..
      bjoks

      Excluir
  9. Vou fazer exame de sangue amanhã, o nervosismo é grande pois tenho medo de agulhas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dayane!!!
      Espero que corra tudo bem.. odeio tirar sangue...rs
      bjoks

      Excluir
  10. É bom saber que agente não é a única pessoa que sofre com isso. Hoje fui fazer exame sozinha, tentei trabalhar o meu psicológico para não passar mal, mas não teve jeito. Depois de todos aqueles frascos de sangue comecei a me sentir mal... no meu caso não é apenas um desmaio, é um mal estar muito ruim, não consigo respirar direito começo a passar muito mal as mãos ficam dormentes e enrijecidas, a enfermeira logo chamou a outra e levantou minhas pernas ( eu já sabia que isso ajudava) e me levou para um salinha pra eu deitar, e fiquei lá controlando a respiração até passar, desta vez não cheguei a apagar, mas demorou a passar. Fiquei mais de trinta minutos deitada esperando melhorar, fiquei com uma sensação ruim em um dos olhos como se tivesse embaçada minha vista. Depois levantei ainda meio zonza e fui comer para ir embora. Também tenho 29 anos e morro de vergonha, estou querendo engravidar e fico preocupada com isso que tenho ha muito tempo e não passa.
    Bjs

    ResponderExcluir
  11. Eu SEMPRE desmaio qndo tiro sangue... evito ao máximo fazer exames, hahaha! Uma coisa que ajuda é tirar o sangue já deitada numa maca. E, se possível fazer a colta domiciliar tbm ajuda bastante, principalmente no quesito pagação de mico.

    ResponderExcluir
  12. Amei seu post!!!! Eu tbm passo muito mal. Quando eu era pequena ainda vomitava, hoje desmaio... E sou daquelas q chega no médico e já avisa: nem adianta pedir exame de sangue q eu nao vou fazer! Eles nem pedem..rs. Mas resolvi fazer uma cirurgia, até marquei para novembro, mas resolvi antecipar o máximo, então tenho que fazer o maldito exame arcaico até sabado que vem... Só de pensar já começo entrar em pânico. Pedi pro meu namorado ir comigo (p eu nao dar o mesmo vexame da ultima x q fui com o meu pai q eu nao parava de chorar), nao sei se vou conseguir, mas já avisei: se prepara pq entro em panico e desmaio. Sério, com tanta tecnologia no mundo, pq o exame de sangue tem q ser tão arcaico e horrivel e asqueroso?!?! Ah.. eu tbm tenho 29 anos.

    ResponderExcluir
  13. nossa muito bom acabou de acontecer isso comigo estava tao envergonhada mas vc me animou muito obrigada

    ResponderExcluir
  14. nossa muito bom acabou de acontecer isso comigo estava tao envergonhada mas vc me animou muito obrigada

    ResponderExcluir
  15. Senti algo parecido hj mais não desmaiei, só dei suadeira!

    ResponderExcluir
  16. qdo era criança desmaiei e hj fui fazer exame de sangue e tenho 25 anos qdo começou a tirar o sangue antes estava nervosa mais nem olhei para agulha e mesmo assim a vista escureceu o suador começou tive que ficar um tempinho sentada com a cabeça baixa...não cheguei a desmaiar menos mal..rs

    ResponderExcluir
  17. Normal, sou homem e tenho 29 anos e fui hoje fazer o exame onde foram tirado 4 frascos de sangue. Não deu outra: acabou de colher, a enfermeira disse: Pode ir... Ao caminhar em direção à saída do posto, comecei a passar mal e tive que me sentar imediatamente, o que passou logo a sensação de desmaio. Esperei um pouco, me levantei e caminhei em direção à rua e, novamente, comecei a sentir a tontura. Minha mãe estava comigo, pois ela sabe que sofro esse trauma, daí esperei mais um pouco e levantei e disse: agora dá para ir, e ao andar mais 5 metros começou novamente, daí eu disse: ferrou, agora só falta eu ter adquirido outro trauma (o medo de levantar). Isso era a questão do jejum, pedi pra minha mãe comprar alguma coisa na padaria próxima do posto pra mim comer, e ela trouxe um copo de leite e um pão de queijo grande que, ao comer e beber todo o leite, uns minutos depois após ter terminado a refeição, me levantei e o mal estar havia desaparecido. Não adianta trabalhar o psicológico, pois nesse caso tem a ver também com o fisiológico da pessoa, e por estar em jejum muito tempo acaba interferindo também. Os médicos dizem que isso é normal nas pessoas que tem esse problema, digamos assim, mas que o correto é após a coleta você permanecer sentado em algum lugar por pelo menos 15 minutos e tomar, por exemplo, groselha (algumas clínicas eles já tem para dar aos pacientes após a coleta) ou melhor ainda você se alimentar e depois ir embora. Como disse, não é só fator psicológico, mas também um fator do seu organismo, e cada pessoa tem um organismo diferente. Eu mesmo quero que se dane todo mundo. Eu, por exemplo, hoje ao fazer a colega, o medo era tanto que até peidei e subiu aquele cheiro, daí eu fiquei assoprando pro cheiro não subir para a enfermeira, rsrsr quando for tirar sangue, tente lembrar daquele episódio do Mr Bean que foi ao dentista e tudo deu errado, e o mico foi grande... Enfim, não esquenta com mico, cada um tem os seus problemas, e esses, digamos, abençoados que não sofrem em tirar sangue, com certeza tem alguma fobia para outra coisa...

    ResponderExcluir
  18. Hoje foi a primeira vez que aconteceu isso comigo (em nenhuma das outras vezes que eu tirei sangue eu passei mal). Enfim, tudo o que eu tenho pra dizer é que junta uma sensação horrível de mal estar com aquele mico de todo mundo te olhando. Faz parte né?! Mas estou na torcida para que inventem uma forma menos invasiva e arcaica de fazermos exames. Grande abraço a todos!!

    ResponderExcluir
  19. Pior que passo mal no exame e depois ainda fico lesada uns três dias ...
    Tristeza :'(

    ResponderExcluir
  20. Pior que passo mal no exame e depois ainda fico lesada uns três dias ...
    Tristeza :'(

    ResponderExcluir
  21. Pior que passo mal no exame e depois ainda fico lesada uns três dias ...
    Tristeza :'(

    ResponderExcluir
  22. Que tristezaaa... E ainda fico lesada o restante do dia, bom saber que ñ sou só eu rsrs

    ResponderExcluir
  23. Eita, ñ é nada fácil! Tenho este problema desde criança e hoje já com meus quase 38 ainda passo horrores quando tenho q fazer essa droga d exame; passo mal demais, acaba comigo e com o meu dia! Tento evitar o máximo, mas em pleno século 21 ainda ñ disponibilizaram à grande maioria da população mundial, um tipo d exame q se descobre tudo através da análise do fio d cabelo da pessoa (como já existe em países desenvolvidos) e por conta desse atraso ocorre todo esse sofrimento; Tento d tudo: técnica d respiração, pensamento positivo, fechar os olhos e fazer a coleta deitada ( é o q deu mais certo até agora) mas queria mesmo q fosse encontrada a "cura" definitiva e ser "normal" pois, imaginar q estou envelhecendo e ñ consigo me superar nessa questão me causa mais pânico e preocupação. O jeito por enquanto e buscar ajuda profissional e tentar amenizar o q p/ mtos é algo rotineiro e simples mas p/ mim é uma sessão de tortura!

    Muita saúde p/ todos nós.

    ResponderExcluir
  24. Sou também assim..que "bom" pessoas que nem eu, pensei que eu seria o único no mundo assim.

    ResponderExcluir
  25. Nossa só de ler eu já to passando mal kkkkkkkkk é serio gente no meu caso foi a msm coisa mais tirou sangue só uma vez dai eu atava até conversando de boa na sala com as enfermeiras... dai quando fui sentar pra comer algo, eu comecei a sentir canseira e o coração batendo muito forte, derrepente começou a ficar tudo cinza e foi embaçando visão, - orrivel , dai o tal zumbido ,e eu fiquei por um triz de desmaiar na quele momento me sentir como se tivesse resucitado kkkkk mais falando serio foi a pior coisa que já passei referente a tirar sangue!

    ResponderExcluir
  26. O jeito é sempre pedir pra pessoa que for coletar pra ficar deitado ou então numa cadeira mais confortável, e ficar por volta de 15 minutos ali sentado, respirando e pedindo pra pessoa ver se a "cor" do rosto voltou. É um saco

    ResponderExcluir
  27. Nossa acho que seu post conseguiu me tirar do ar uns minutos...ri bastante rsrsrsrsrs

    ResponderExcluir
  28. Eu entrei procurando respostas, vou sair sem nenhuma, contudo adorei o post e me identifiquei com você. Ontem fui tirar sangue para exames, apenas dois tubinhos e passei mal. Imaginem: 17 anos, barbudo e com pique de marombado passando mal. KKKKKKKKKK Ai foi triste, vários olhares, crianças ao meu lado lanchando após tirarem sangue sem ao menos suarem KKKKKKKKKKK

    ResponderExcluir
  29. KKK! Adorei! Comigo aconteceu igualzinho! Sendo q só aconteceu uma vez, pelo menos até agora, 2 anos atrás, mas eu fiquei supertraumatizada e agora fico super nervosa quando preciso tirar sangue. Toda vez aviso à pessoa q vai tirar meu sangue. Faltou vc falar da sensação de quando você acorda depois do desmaio. Eu fui acordando aos poucos, ouvindo a mulher chamar meu nome, vendo tudo branco e aos poucos as imagens foram aparecendo. E eu sentia meu corpo todo formigando, principalmente as extremidades. Demorei mais de meia hora pra conseguir caminhar e tive que chamar minha mãe pra ir me buscar no laboratório pq eu não tinha condições de dirigir. Só fui me sentir melhor mesmo lá pra de tarde.

    ResponderExcluir
  30. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  31. Ah, continuando, eu nunca tive medo de agulha nem de tirar sangue, isso aconteceu só quando eu já tinha 26 anos nas costas de muitos exames de sangue feitos... Não sei oq aconteceu!! Eu acho q foi fraqueza mesmo de passar 2 horas esperando na clínica pra ser atendida, e já morrendo de fome de tantas horas de jejum. Culpa da unimed.

    ResponderExcluir
  32. Kkkkkkkkkkkkkkkkk adorei o jeito que você escreve, ri muito! Também sou um pé de couve...

    ResponderExcluir
  33. Pensei que eu era a unica a da vechame kkkkk
    eu ate choro .
    kkkk

    ResponderExcluir
  34. Achei q fosse só eu! Tirar sangue e desmaiar é fato, agora só tiro deitada e com minha mãe do lado.. Levanto da maca depois de bom tempo, a vista escurece, começo a ouvir um zumbido no ouvindo e as mãos ficam molhadas de suor!

    ResponderExcluir
  35. Nossa,parabéns, adorei o post. Só assim pra eu rir da minha situação kkkkkkkk. Hoje fui tirar sangue e foi muuito msm, tipo uns 6 tubinhos; cheguei la, comecei a conversar com a enfermeira de boa, fiquei toda feliz pq normalmente eu sinto mta nausea, aí ela foi e me pediu pra segurar o algodao no meu braço e comecei a sentir uma tontura e uma nausea fenomenal e falei pra moça; do na puff, sonhei com um trem super esquisito, tinha arco iris, umas pessoas e tal. Foi quando eu ouvi uma moça me chamando e tava tdo embaçado e eu n sabia onde q eu tava, aí eu lembrei q tava tirando sangue kkkkkkkk tinha 3 enfermeiros em minha volta e eu pensei (gente q q isso) e a mulher perguntando se eu tava melhorando e eu com uma nausea desgraçada e parecia q eu tinha levado um super murro na cara kkkkkkkk e pra piorar eu tava sem a minha mae cara kkkkkkkkkk so sei q nunca mais tiro sangue.....

    ResponderExcluir
  36. Gente só tirei uma vez e isso me aconteceu há anos não tirava hoje fui tirar na fila de espera msm eu comecei a ter as ziquiziras, e tipo eu sou esragiaio nesse hospital, de repente quando eu volto a si, todo meu setor estava lá kkk tinham ligado pra lá falando que eu tinha desmaiado, e por fim não consegui tirar, voltarei amanhã sei que vai acontecer mas vamos que vamos kkk

    ResponderExcluir
  37. Eu sempre tive muito medo, mas nunca tinha desmaiado. Justamente no dia que eu desmaiei pela primeira vez na vida, eu já tinha tirado o sangue, saído da sala, andado, procurado algo pra comer (pq meu estômago queimou de fome quando terminei de tirar o sangue) e aí comecei a sentir o corpo pesado, tudo girar e depois PUFF desmaiei.

    ResponderExcluir
  38. Oi, somos dois pés de couve ! No meu caso, como sou homem, ainda tenho que aguentar o povo dizendo que é viadagem mesmo ! Tudo bem, tamos aí... Pelo menos desta vez eu tive a ideia de pesquisar na internet e descobri que nestes casos o bom é explicar esta condição na hora da coleta e pedir para tirar o sangue deitado. Teoricamente o sangue não deixa de chegar ao cérebro e a gente não desmaia, mas o desconforo deve permanecer. Vou tentar isso na próxima vez.

    ResponderExcluir
  39. Eu fujo de exames de sangue há anos, sempre fui uma daquelas crianças que fazia escândalo, só que hoje tomei coragem e fui, aproveitando que meu pai também tinha que fazer. Fiquei toda ansiosa, nervosa mesmo. mas aí, não sei nem já tinha terminado, foi tão rápido, mas de repente lá estavam duas infermeiras me sacudindo, mandando eu colocar as pernas pra cima. Tinha desmaiado, o primeiro desmaio da minha vida, aos 19 anos. E o pior é que todo mundo da minha casa ficou espantado, meu pai tá me zuando até agora. Mas aí pesquisei sobre isso no google, e encontrando seu blog e lendo os comentários do pessoal, estou até mais tranquila e feliz de que não sou a única que sofreu/sofre com isso. Agora é torcer para que meus exames venham normais, por que vou fugir dos exames de sangue por mais tempo haha. Obrigada por escrever!

    ResponderExcluir
  40. Sempre passo mal ao fazer exame de sangue desde pequena,quando criança eu vomitava...hoje mesmo com 26 anos fui fazer exame depois de jejum de quase 15 horas me chamaram entrei na salinha do panico rsrs e la se foram 4 vidrinhos,bem na hora q eu ia falar nossa foi tao rapido minhas vistas escurecerao ,comecei a me sentir mal,um formigamento,coraçao disparado só ouvia a enfermeira dizendo abaixa a cabeça o maximo q puder demorou um pouco pra voltar,ela me orientou para das proximas vezes pedir para fazer deitada ,toda vez é isso mas estou muito aliviada de saber q nao é só comigo

    ResponderExcluir
  41. Estão falando de mim? Porque parece! Fiquei até mais aliviada por saber que não sou a única. É de fato vergonhoso. Já pensei em procurar psicólogo, psiquiatra, neurologia, sei lá!

    ResponderExcluir
  42. Olá, gente eu sou como todos aqui!
    Hoje, depois de 2 semanas ensaiando e desistindo, hoje acordei e decidi bem corajosa.. Hoje eu vou!!!
    Então fui, cheguei e pedi pra tirar deitada ( que me deram essa dica), então foi isso!
    Mas dai deitadinha, e tal, a enfermeira não conseguia achar a veia, pq eu tava muito nervosa, dai começou a me machucar, dai eu pedi pra desistir! Mas ela disse que ia pegar uma agulha de Bebê, e ai conseguiu tirar, e realmente tirou e deu tudo certo!
    Fui embora e hj consegui!
    Minha dica:
    tirar deitada
    respirar fundo
    e agulha de Bebê
    o resto é rezar;;kkk

    boa sorte a todos!

    ResponderExcluir

Ah, fala vai...